Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mentira tem "postagem curta"!

Ao ser desmascarada utilizando uma foto de uma favela de São Paulo como se fosse a comunidade do Parque São João, em Contagem. uma publicação crítica das ações do atual governo municipal virou motivo de  chacota entre os internautas.
O desmentido está rodando as páginas do Facebook e do Whatsapp.  

O "flagrante" joga sobre os autores suspeitas sobre suas reais intenções. Casuísmo ou má fé, para dizer no mínimo.
Postagens recentes

Kalil "se engasga com a própria língua".

Podendo viajar de BH a Brasília em um vôo comercial normal, pagando valores que variam entre R$ 660,00 e R$ 1125,00 o prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), esbanjou R$ 39 mil reais no fretamento de um jatinho para uma viajem ao distrito federal.
Ele esteve em Brasília nos dias 15 e 16 de março, acompanhado do seu vice, Paulo Lamac (Rede), para uma audiência com o presidente Michel Temer e para uma "peregrinação" nos gabinetes de deputados e ministros.
A notícia joga por terra o "senso de prioridade" anunciado por Kalil na condução da gestão da capital, dando a si mesmo como exemplo de que "quem fala demais se engasga com a própria língua".

Simulação da compra de passagens de Belo Horizonte a  Brasília no site da Gol.







Ministério Público de Contas “enquadra” Alex de Freitas para que cobre o IPTU

O Ministério Público de Contas (MPC)  está acompanhando de perto a regularização da cobrança do IPTU residência em Contagem. Assim, o procurador Marcílio Barenco de Corrêa de Melo, protocolou no gabinete do atual prefeito de Contagem, Alex de Freitas (PSDB), no dia 8 de fevereiro desse ano, um ofício solicitando dados sobre a cobrança do tributo municipal. No mesmo documento, o procurador aponta para Alex a cobrança do IPTU, sob risco “de estar incorrendo em ato inconstitucional de grave repercussão orçamentário-financeira e danosa ao erário”, além de reforçar que a não cobrança é passível de responsabilização pessoal por ato de improbidade administrativa, conforme previsto na Lei de Responsabilidade Fiscal.
O Ministério Público de Contas também pediu informações sobre as medidas adotadas pelo atual governo para a “implementação, no exercício financeiro do ano corrente do ano corrente, do lançamento tributário e cobrança do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU)”.
O projeto de re…

Ex-prefeitos e vereadores de Contagem podem ser responsabilizados por isenção do IPTU

O procurador do Ministério Público de Contas (MPC), Marcílio Barenco Corrêa de Mello, em entrevista ao Jornal Contagem desta semana, confirmou que todos os ex-prefeitos de Contagem “podem ter praticado atos de improbidade administrativa, cujas consequências podem ser a perda de direitos políticos, entre outras penalidades”. 
Além dos gestores, o procurador explicou que os vereadores também podem ser responsabilizados, caso votassem a favor da isenção do tributo, sendo “responsabilizados individualmente como coautores do processo legislativo viciado”.
Isso porque, segundo o Procurador, há um contexto normativo de ilegalidade já verificado, com flagrante violação da Lei de Responsabilidade Fiscal. “Todos os partícipes da renúncia ilegal de receita (isenção indistinta do IPTU) serão alcançados oportunamente pela ação de responsabilização junto ao Tribunal de Contas do Estado de Minas Gerais (TCE-MG)”, explicou Márcílio Barenco.
Barenco explicou que o MPC recomenda o fiel cumprimento da lei,…

"Face Bronca"!

Ao se deparar com o "reclame" do ex-prefeito Carlin Moura (PCdoB), de que o tucano Alex de Freitas — seu sucessor na prefeitura — estaria se apropriando de realizações do seu governo, no caso, o recapeamento de 14 quilômetros da via expressa (trecho que atravessa o município), o economista José Prata, militante do PT e esposo da deputada estadual Marília Campos, não se conteve.


Com o título "provando do próprio veneno", Prata publicou, em sua página do Facebook, texto propondo uma auto-crítica aos comunistas: "Carlin e seus apoiadores, que agora se mostram indignados, fizeram até pior com a ex-prefeita Marília Campos. Dezenas de obras em andamento, como a Maternidade e a UPA JK, foram indevidamente apropriadas pelo comunista, como sendo obras exclusivas de sua gestão.

Alex de Freitas faz em três meses o que o antecessor não fez em quatro anos

O prefeito de Contagem, Alex de Freitas, assina a ordem de serviço que viabiliza o recapeamento da Via Expressa na cidade.
Na prática, uma NOVA VIA EXPRESSA.
Momento histórico para Contagem.
Detalhe: Alex de Freitas não completou três meses no cargo.
Alex de Freitas pegou Contagem com as vias urbanas em petição de miséria.
Eram tantos buracos que precisou montar uma força-tarefa para tapar as crateras que existem em todas avenidas e ruas da cidade.
Esses buracos foram cultivados por quatro anos na gestão de Carlin Moura.
Verdadeiras covas a céu aberto prontas para enterrar motos, carros, ônibus e caminhões.
Uma via crúcis que castiga todos os contagenses e quem está de passagem pela cidade.
Aquele que conhece minimamente a realidade sabe o caos da infraestrutura de Contagem.
Menos Carlin.
E sua turma.
Carlin e seu pessoal saíram pela porta dos fundos da prefeitura nas últimas eleições.
Os buracos e o caos de Contagem em várias outras áreas lhe impuseram uma derrota vergonhosa.
Uma surra nas urnas q…

Oposição é só para quem pode ser

Não completaram nem 100 dias do final da  gestão comunista em Contagem, que deixou para o sucessor sérios e dramáticos problemas, como uma área inteira do Hospital Municipal de  Contagem desativada, uma Trincheira que vira uma enorme piscina toda vez que chove, causando transtorno e perdas materiais à população, e o PCdoB de Contagem, em nota, anunciou que adotará "em todos os espaços de atuação do PCdoB (no parlamento, nos movimentos sociais e etc.) a postura de oposição ao governo Alex de Freitas (PSDB)".
O gesto não é da melhor astúcia política.
Auditorias em curso, realizadas pelos órgãos de controle interno da própria Prefeitura de Contagem, já apontam sérios desvios e malversação do dinheiro público do município durante a última gestão.
Um precoce enfrentamento político acabaria por tornar públicos os relatórios dessas auditorias, criaria dificuldades na reorganização da carreira política de Carlin Moura, queira ele disputar uma vaga na Câmara dos Deputados, ou retorna…